Comissão Distrital da CDU

Silgueiros 2017.jpg

Sob o lema Água pública e saneamento básico para todos!, a candidatura da CDU deslocou-se este sábado a algumas freguesias onde a água potável não chegou a todas as casas habitadas e o saneamento básico teima em não responder às necessidades sentidas pelas populações.

Entre muitas situações nomeáveis, destacamos a visita à Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) instalada em Passos de Silgueiros, onde há vários anos a população se queixa de maus cheiros provenientes desta infraestrutura.                        

serigrafia autarquias 2017.jpg

Ações de Campanha CDU Concelho de Viseu

 

Dia 19 – Terça-feira – É preciso acabar com a maioria que atenta contra a democracia- Distribuição do Programa/contato com a população – Feira/Cidade/Bairros

Dia 20 – Quarta-feira - Em defesa de Serviços Públicos de qualidade para o Concelho – distribuição de documento relativo às questões da saúde - Centro de Saúde de Jugueiros e Lordosa. Visita aos SMAS.

Dia 21 – Quinta-feira – Freguesias – Ao longo do dia - Orgens,Coutos, Boaldeia, Bodiosa, Torredeita, Rio de Loba;

Autarquias 2017.jpg

CNE dá razão à CDU:

no que toca à escolha de membros de mesa para as eleições aos órgãos das autarquias locais, não existe qualquer regra de representatividade referente a atos eleitorais anteriores, sendo que todas as candidaturas se encontram em condições de igualdade”.

 

Na reunião para designação dos elementos das mesas para a Assembleia de Voto da freguesia de Abraveses, Fernando da Silva Mendes do PSD impôs a condição de que o seu partido tivesse mais elementos que as outras candidaturas, por ter obtido mais votos nas eleições anteriores.

A CDU foi perentória em afirmar que em cada ato eleitoral que se inicia, todas as candidaturas partem em situação de igualdade, pelo que esta exigência do PSD violava todas as regras da representatividade e equidade preconizadas na Lei Eleitoral.

No entanto, Fernando Mendes insistiu em impor a sua pretensão com a chantagem, de que ou esta era satisfeita ou o processo transitava para a Câmara Municipal, para se proceder a sorteio. Como as candidaturas do BE, do CDS e do PAN tinham poucos elementos para apresentar ao sorteio, corria-se o sério risco de a Assembleia de Voto ficar só com cidadãos apresentados pelo PSD, PS e CDU, o que contraria claramente a recomendação da CNE da composição plural das mesas. Com esta chantagem inadmissível, o PSD conseguiu o seu objetivo, ficando com mais elementos nas mesas do que o CDS, o BE e o PAN juntos.

Colocada a questão à Comissão Nacional de Eleições, foi dada razão à CDU pelo que vimos divulgar a resposta que nos foi enviada.

CDU Linha Voto 2015

Tendo em conta preocupações legítimas manifestadas por população servida pelo armazenamento de água realizado no Açude da Maeira solicitamos esclarecimento relativo ao que passo a expor:

  1. A Câmara municipal de Viseu licenciou a construção e laboração de uma exploração avícola em Nogueira de Cota, numa área bem próxima do açude de água acima referido;
  2. Tendo em conta o volume dos detritos produzidos por aquela unidade industrial e sabendo que muitas vezes esses detritos se encontram a céu aberto;
  3. Está o Executivo Camarário em condições de garantir que os lixos produzidos e as escorrências da referida exploração avícola não vão parar ao açude e consequentemente pode garantir a qualidade da água proveniente daquele açude?

Viseu, 15 de setembro de 2017

A Eleita da CDU na A.M. de Viseu

Filomena Pires

 

Autarquias 2017.jpg

Filomena Pires_2017.jpg

Disse Filomena Pires na Assembleia Municipal de Viseu. “Recentemente fui chamada pela população para fazer uma visita a Póvoa de Mundão e o que vi na Quinta do Serrado e zonas limítrofes deixou-me estupefacta. 

     Toda aquela área, cruzada por várias linhas de água, poços e poças, que esteve coberta de vegetação autóctone como castanheiros, carvalhos, medronheiros e pinheiros, foi arrasada no final do ano de 2016, para dar lugar a uma plantação de cerca de 100 hectares de área contínua de eucaliptos.

   A população local que assistiu e denunciou este condenável crime ambiental, vive desesperada e preocupada com a proximidade dos eucaliptos às suas habitações, reclama medidas e manifesta o seu profundo desagrado por toda esta situação.

    O que pretendo saber é que posição tomou o Município relativamente a tudo isto, sabendo, embora, que a responsabilidade da autorização de plantio coube ao ICNF, mas reconhecendo que a ação fiscalizadora e preventiva sobre este inaceitável processo ocorrido às portas da cidade, cabe inteiramente ao Município?”

Subcategorias